My Image

55 (11) 5579-1242

SONESP | Sociedade de Nefrologia do Estado de São Paulo

Atendimento: Segunda à Sexta

Horário: 08h às 17h 

29 de AGOSTO de 2005


My Image

Data das Notícias

Arquivos SONESP

Ninguém sabe direito quais foram os critérios que nortearam a recente do pesquisa Ibope, que botou os médicos como os profissionais de maior credibilidade pública do país, na frente dos religiosos, dos militares, dos político, dos jornalistas e dos publicitários. O fato é que estamos em alta no conceito popular nesse momento, sem exagero, de colapso moral.

Do alto desta credibilidade, em vez de usar sapato alto, como se diz na crônica esportiva, que também acaba de entrar na seara policial, ousamos declarar que todos — povo e nação — estamos atentos ao desenrolar da crise política brasileira.

Comum na história do desenvolvimento dos povos, a atual crise se caracteriza pela desnudamento de uma das mais antigas e nefastas práticas incrustadas nos mais insuspeitos escaninhos da vida brasileira: a corrupção histórica e atávica que, entre outros males, subtrai recursos fundamentais para o financiamento da saúde, da educação e da ciência.

No entanto, o estado de direito é a única alternativa digna para os povos no curso de suas histórias. É o estado de direito que produz os instrumentos necessários para a superação dos impasses e o surgimento de um novo modelo de gestão publica capaz de contemplar o compromisso com o bem-estar e desenvolvimento da sociedade.

No meio dessa geléia geral brasileira, de que fala a música do ministro Gilberto Gil, com letra do inesquecível Torquato Neto, resta-nos a certeza de que chegamos a um patamar de maturidade da sociedade em que não existe retrocesso, que aponta para o trabalho e a produção para a sua consolidação. E também a convicção de que a saída, para essas e outras crises, é o investimento pesado na construção de um modelo menos subalterno na relação com o estado brasileiro.
De qualquer forma, docemente constrangidos, só nos resta agradecer a confiança que o povo brasileiro deposita nos médicos.

​​​​​​​

Dr. Ruy Barata